FÁBIO PRAÇA

O paulista Fábio Pires Praça apaixonou-se pela fotografia em 1969, quando estagiou nos estúdios de numa agência de publicidade em São Paulo, como parte de sua formação técnica num colégio de vanguarda, o Vocacional Oswaldo Aranha. Em seguida trabalhou por 4 anos no estúdio de um dos maiores fotógrafos de publicidade do mercado brasileiro, adquirindo um know-how que possibilitou sua primeira viagem profissional free-lancer, no México. De regresso a São Paulo depois de 1 ano, dirigiu os estúdios de uma agência de publicidade e mais tarde especializando-se na fotografia de automóveis, num enorme estúdio inflável, feito inédito na época. Em 1978, fundou a Praça de Fotografia, seu próprio estúdio, que anos depois, junto com um sócio designer, transformou-se na agência de publicidade Ribenboim&Praça Comunicação Integrada.
Em 1988 muda-se para Portugal. Lá, consagrado no mundo da publicidade, em 1991 constrói um grande estúdio de 500m2, à medida daqueles em que tinha trabalhado no Brasil. Reinaugurou então a Praça de Fotografia.
Em 1996, funda a Bomba H, estúdio pioneiro na utilização de equipamento Power Mac/Macintosh, em Portugal.
Valendo-se de seu hobby predileto, o mergulho, e da transparência das águas portuguesas, principalmente no arquipélago dos Açores, desenvolve também com regularidade a fotografia submarina, técnica que acaba sendo requisitada para realização de alguns anúncios.
De 1988 a 2000, marcou o cenário publicitário arrebatando vários prêmios, nacionais e internacionais, como o primeiro Leão de Ouro conquistado por Portugal, no Festival de Cannes e melhor fotógrafo do ano pela M&P Awards.
Em 2001 volta ao Brasil, para continuar marcando presença com seu criativo trabalho, primeiro no Rio de Janeiro, depois em São Paulo, agora não mais apenas na publicidade, mas também na área cultural, exposições, livros de arte e etc.

___

Fábio Pires Praça was born in São Paulo, Brasil, and fell in love with photography in 1969, during an internship at the studio of a local ad agency, as part of his education at the avant-guard Oswaldo Aranha Vocational School.

He went on to work for 4 years with one of the greatest advertisement photographers in the Brazilian market, acquiring the know-how that led him to his first professional free-lance trip, to Mexico. Back to São Paulo after 1 year, he directed the studios of an ad agency, later specializing in photographing cars in a huge inflatable studio - a very innovative endeavor at the time.

In 1978, he founded Praça de Fotografia, his own studio, which years later merged with a design partner and became Ribenboim & Praça Integrated Communications.

In 1988 he moved to Portugal, where he became greatly celebrated as a publicity photographer. In 1991 he built a 500 square meter studio, like the ones he had worked at in Brazil, and re-inaugurated Praça de Fotografia. In 1996, he founded "Bomba H" a studio that pioneered the use of Power Mac/Macintosh equipment in Portugal.

Taking advantage of his favorite hobby - diving - and of the clear Portuguese sea waters, particularly at the Azores Archipelago, he regularly practiced underwater photography, and also used the technique at the request of some of his ad clients.

From 1988 to 2000, he distinguished himself in the Portuguese publicity scene, winning several national and international awards, such as Portugal's first Gold Lion at Cannes Festival, and best photographer of the year by M&P Awards.

In 2001, he moved back to Brazil, where he continued to make his presence felt with his creative work, no longer only in publicity, but also in the cultural scene, photographing exhibitions, art books, and more.

TOP